Posicionamento da FPF de suspender criação de B1 e B2 agrada XV de Jaú


A decisão anunciada nesta quarta-feira pelo presidente da FPF de “abortar” as mudanças previstas para o Campeonato Paulista Sub-23 da Segunda Divisão é o posicionamento mais correto, segundo o presidente do XV de Jaú, João Vital Neto, que não é adepto da fórmula de se desmembrar a Bezinha em B1 e B2 em 2021. (Veja entrevista de Reinaldo Carneiro Bastos)


Em entrevista à TV Bandeirantes neste dia 15 de abril, o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, disse que por causa da pandemia do coronavirus o regulamento vai sofrer alterações. Ele deixou claro que não será criada a B2, que seria equivalente à quinta divisão do estadual.


João Vital

João Vital, presidente do XV, entende que a criação da quinta divisão não era a intenção dos clubes quando participaram do Conselho Técnico deste ano, mas acabaram aprovando a alteração para o calendário de 2021. “Na verdade, a ideia dos presidentes era ganhar uma Série A-4, ou seja, uma série acima da Bezinha.”


Rebaixamento gigante - No entanto, por sugestão da FPF, foi criada uma série abaixo da Bezinha, a B2, onde estariam os quase 30 clubes rebaixados ao término do campeonato deste ano – só restariam na B1 apenas 16 clubes (14 entre os 16 que passarem para a segunda fase e mais dois que seriam rebaixados da Série A-3 – campeão e vice subiriam para a A-3).


“O dirigente analisa a situação de forma otimista, pensando sempre que a equipe dele irá ficar entre os 16 clubes que integrariam a Série B1, mas caso de não integrar essas 16 equipes, ele cairia para a quinta divisão do futebol paulista. Veja bem: se sair da quarta divisão já é uma dificuldade tremenda, imagina sair da quinta? O caminho para Série A seria quase impossível. Por conta disso, na minha opinião, foi uma ótima ideia acabar com essa possibilidade”, analisou João Vital.

Agência oficial do E.C. XV de Jaú

©2020 desenvolvido e mantido por  Guilherme Bono | Opa! Publicidade e Propaganda

Opa!