Treino dos goleiros à distância foca o físico, mas tem algumas particularidades

Acostumado a ficar cara a cara com os goleiros, bater centenas de vezes na bola e colocar os “arqueiros” para saltar, pular e cair, o treinador de goleiros do XV de Jaú, Ítalo Baraldi, precisa de uma dose extra de criatividade durante a pandemia. Ele tem orientado treinos físicos, mas sem esquecer das particularidades que a posição exige.

Mesmo à distância nos últimos meses, o treinador acompanha os treinos, pede vídeo do trabalho em casa e faz as devidas orientações. No elenco, o XV tem dois goleiros inscritos na Federação Paulista de Futebol – Rodrigo, que atuou de titular no Campeonato Paulista da Segunda Divisão do ano passado, e Pedrão, que vem da Ponte Preta para Jaú nesta temporada.


Ítalo Baraldi

“Desde o início da pandemia a comissão técnica tem passado os treinos à distância para os atletas de linha e para os goleiros não é diferente. Temos de ser inovadores”, comenta Ítalo.


Treinos específicos - “Embora a demanda física dos goleiros seja diferente da dos outros atletas, procuramos elaborar treinos dando ênfase aos treinos físicos. Quando se trabalha no clube é outra realidade, com trabalhos técnicos, táticos junto com todo o grupo. Entretanto, nosso foco nesse momento é a parte física”, falou o ex-goleiro do XV que tem atuado como treinador há vários anos.

Ele lamenta que os trabalhos específicos para a posição fiquem prejudicados por causa da pandemia, como ocorre com os demais jogadores, mas cada um procura adaptar um canto do quintal na casa para fazer o melhor possível.


“Mesmo que todo o grupo esteja na mesma situação durante a pandemia, os exercícios dos goleiros não são iguais aos atletas de linha. Procuramos atender às necessidades do goleiros, respeitando as individualidades e o espaço físico de cada um, com trabalho de força, salto e potência. Os goleiros precisam de estímulos curtos e rápidos e de curta duração”, explica Ítalo, animado com a possibilidade de os treinos serem retomados em breve com autorização das autoridades da saúde e da Federação Paulista de Futebol.