XV e Barbarense ficam no 0 x 0 no jogo-treino preparatório para Segunda Divisão

Zero para um lado e zero para o outro, mas chances de gols não faltaram. Foi assim o jogo-treino entre XV de Jaú e União Barbarense, na tarde desta sexta-feira, em Santa Bárbara D´Oeste. O treino coletivo serviu para as duas equipes testarem o elenco visando ao Campeonato Paulista Sub-23 da Segunda Divisão deste ano.


O XV está no grupo C, ao lado de Francana, Inter de Bebedouro, Grêmio São Carlense e Matonense. A primeira partida será no dia 21, em casa, contra a Matonense. O União integra o grupo D com Itararé, Elosport, Rio Branco e Independente de Limeira. E vai estrear no dia 18, em Limeira.



FOTO: Rodrigo Alonso / LIBERAL

Nesse jogo em Santa Bárbara, o técnico Sérgio Caetano levou um grupo com 19 jogadores, entre eles o lateral Alessandro, que chegou ao clube semana passada. Ficaram de fora da lista atletas que já tinham ido aos dois jogos anteriores ou que estão no Departamento Médico. O objetivo do treinador é revezar o grupo, dando oportunidade a todos nessa pré-temporada.


O XV deverá fazer mais um jogo-treino, provavelmente na quarta-feira, dia 14. O gerente de Futebol do XV, Careca Paiva, está fazendo os contatos para definir qual será o adversário. Seria, portanto, o confronto final diante de equipes oficiais antes da estreia.



FOTO: Rodrigo Alonso / LIBERAL

O XV apresentou 24 jogadores no início de setembro e recebeu mais um atleta, mas a lista final que será registrada na FPF para a primeira rodada só será definida na próxima semana. A comissão técnica quer reservar algumas das 26 vagas para serem preenchidas ao longo da competição, até a data limite de 13 de novembro para os jogos da primeira fase.

O XV começou o jogo com Pedro Rocha, Alessandro, Café, Thawan e Praxedes; Luís Dário, Vinicius e Kevin Caicedo; Fleck, Batalla e Jonny. Na segunda etapa foram feitas algumas trocas: Batalla por Jean, Alessandro por Molina com Luis Dário indo para lateral, Praxedes por Caxambu, Vinicius por Zapata, Jonny por Wesley e Luís Dario por Zulu.



FOTO: Rodrigo Alonso / LIBERAL

Avaliação – Careca Paiva, que acompanhou a delegação do XV, disse que o time conseguiu fazer um bom jogo, acertou duas bolas na trave e teve chance de fazer gols. O jogo foi importante, segundo ele, porque serve para o XV perceber que na Segunda Divisão a pegada é mais forte e que é preciso entrar em campo ligado o tempo todo e pronto para um confronto duro e ser aguerrido na disputa de cada lance.



FOTO: Rodrigo Alonso / LIBERAL